segunda-feira, 18 de abril de 2011

Chili con carne


A pedido da Mel, minha (cof cof!) receita de Chili con carne da Nigella. Clique aqui pra ver vídeo dela fazendo esta receita em um programa. A Nigella gosta de cozinha prática. Não importa sempre se o caldo de galinha é de verdade e você tem que deixar lá o frango cozinhando o dia inteiro pra poder usar o caldo depois. Importa é se está delicioso ou não! E por isso esta receita tem os temperos todos secos e feijões em lata. Mas Isabela, posso eu mesma cozinha os feijões e usar temperos frescos? Lóoooogico! Precisa responder? Vai ficar ainda mais delicioso. Só que na hora da fome e no aperto (ou preguiça mesmo), tudo que você precisa é tirar do freezer aquela carne moída congelada ou ir ali na esquina comprar uma pacotinho. O resto você pega da dispensa!

Primeiro a receita copiada do livro Nigella Express, depois os meus comentários indispensáveis.
Para 4 pessoas (guarde a sobra pro almoço do dia seguinte se for menos gente!):
150 g de linguiça cortada em pedacinhos
500 g de carne moída
1/2 colher chá de cominho em pó
1/2 colher chá de coentro em pó
1/2 colher chá de canela em pó
3 grãos de cardamomo esmagados (o grão é o que tem dentro da semente de cardamomo, você abre a sementinha e lá tem os vários grãozinhos)
500 g de molho de tomate em lata (como quiser)
390 g de feijão em lata
60 ml de sweet chili sauce ou qualquer pimenta que quiser

Se quiser, saure sahne no seu prato na hora de servir, suaviza, fica uma delícia. No Brasil use iogurte branco natural.

Precisa de modo de fazer? Não né? Os ingredientes são auto explicativos. Frita as carnes, junte os temperos, o molho e feijões e deixe cozinhar um pouco, o quanto seu tempo permitir.

Agora vou falar que ganhei todos os DVDs das temporadas de 1 a 4 de uma das minhas séries preferidas, CSI Las Vegas! E está é minha "trilha sonora" do dia.

Agora finalmente MEUS COMENTÁRIOS INDISPENSÁVEIS sobre o Chili con carne:
  • Eu não tinha linguiça, então não pus. 
  • Eu gosto de Chili com milho, então pus uma lata.
  • Eu tinha salsão, ou aipo, Sellerie em alemão, Celery em inglês e eu adoro. Como salsão cru com molhinho de gorgonzola, com molho de iogurte, frito com carnes, cozido na sopa...
  • Eu não tinha cominho em pó (Kreuzkümmel) então acabei moendo as sementinhas de Kümmel, que vem da mesma família Apiaceae de plantas angiospérmicas (aguarde post sobre esta especiaria em breve) e ficou muito bom
  • A colherinha de canela fez muita diferença, eu AMEI, deu o toque todo especial
  • Eu não tinha cardamomo, mas providenciarei para os próximos, pois confio nos temperos da Nigella, principalmente depois dessa pitada divina de canela
  • Coentro, em alemão Koriander. Não sei se na Alemanha é como no Brasil, ou amam ou odeiam. Eu amo. Quem odeia corte da receita. Claro que com coentro fresquinho ia ficar ótimo, mas no desespero sempre tenho um em pó
  • Sweet chili sauce: também não tenho nem nunca vi, ou nunca reparei. Qual é a frequência que você faz Chili con carne em casa? Eu me perguntei isso e decidi por só comprá-lo se eu der de cara com ele no supermercado mesmo
  • Eu não tenho panela de pressão ainda, mas se com feijões enlatados e ainda por cima grãos brancos e pequenos e não os grandes e roxos (ou pretos) como costuma-se usar, já ficou perfeito, imagino co feijão fresquinho, cozido na hora ou no dia anterior, como ficaria! Minha opinião é sempre que se queremos fazer uma receita e não temos algum ingrediente mas é possível substituir, substitua e faça sua alegria! No meu caso, nem os feijões errados atrapalharam, ainda acho que a culpada por tudo dar certo foi a canela
  • No dia seguinte o Chili estava ainda mais delicioso.

Um comentário:

  1. NHAM, vou fazer essa semana sem falta :-D
    Obrigadao pela receita!

    ResponderExcluir